CIGARRO E SILÊNCIO - I
   



BRASIL, Centro-Oeste, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Esportes, Arte e cultura

BLOGUEIROS CONTRA O TABAGISMO
Histórico
Ver arquivos anteriores
Outros sites
Fumo, logo Insisto!
Tabagista Anônimo
Bin Oni Kaum's Log
Só e Mal Acompanhado
Dilema de ex-fumante
Blog da Viviane
A culpa é toda dele
A ovelha Branca
Fumódromo lotado

Votação
Dê uma nota para meu blog

 


NOVO BLOG!!

ATENÇÃO, ESTE BLOG FOI CONGELADO. PARA IR AO NOVO BLOG, CLIQUE NO LINK ABAIXO:

HTTP://WWW.CIGARROESILENCIO2.ZIP.NET.

PARA QUEM ESTÁ ACESSANDO PELA PRIMEIRA VEZ, RECOMENDO UMA LEITURA DOS ARQUIVOS QUE ESTÃO NO HISTÓRICO DESTE BLOG E CONCENTRAM O REGISTRO DA MAIOR PARTE DE MINHA TRAJETÓRIA DE EX-FUMANTE. PARA QUEM JÁ É DE CASA, É SÓ PULAR PARA O BLOG NOVO.

REPITO, ESTE BLOG ESTÁ COM CAPACIDADE ESGOTADA. ESTOU BLOGANDO APENAS PELO CIGARRO E SILÊNCIO II.

APAREÇAM!

 

 



Escrito por Artemus às 20h10
[] [envie esta mensagem]




Problemas no blog...

Vejam que mensagem simpática:

Espaço esgotado
A operação executada requer a republicação do blog e não existe espaço suficiente em sua área.



Escrito por Artemus às 12h46
[] [envie esta mensagem]




Entre jogos e trabalhos...

Muito trabalho. E quando pinta uma folga, hora de ver jogos da Copa, que ninguém é de ferro. Então deixa eu complementar o post anterior com um segundo comentário do Cláudio. Agora ele fala dos reais motivos que levaram seu tio a parar de fumar:

 

“Essa decisão, acredito que ele tenha tomado após acompanhar o sofrimento de meu pai (irmão dele), que veio a falecer na mesma época por um enfisema pulmonar.”

 

Como convencer os fumantes de que o tabagismo coloca a morte nas trajetórias de vida, mais cedo ou mais tarde? Continuamos fumando como se isso não fosse verdade.



Escrito por Artemus às 11h51
[] [envie esta mensagem]




Entre jogos e trabalhos...

Muito trabalho. E quando pinta uma folga, hora de ver jogos da Copa, que ninguém é de ferro. Então deixa eu complementar o post anterior com um segundo comentário do Cláudio. Agora ele fala dos reais motivos que levaram seu tio a parar de fumar:

 

“Essa decisão, acredito que ele tenha tomado após acompanhar o sofrimento de meu pai (irmão dele), que veio a falecer na mesma época por um enfisema pulmonar.”

 

Como convencer os fumantes de que o tabagismo coloca a morte nas trajetórias de vida, mais cedo ou mais tarde? Continuamos fumando como se isso não fosse verdade.



Escrito por Artemus às 11h49
[] [envie esta mensagem]




Muito trabalho. E quando pinta uma folga, hora de ver jogos da Copa, que ninguém é de ferro. Então deixa eu complementar o post anterior com um segundo comentário do Cláudio. Agora ele fala dos reais motivos que levaram seu tio a parar de fumar:

 

“Essa decisão, acredito que ele tenha tomado após acompanhar o sofrimento de meu pai (irmão dele), que veio a falecer na mesma época por um enfisema pulmonar.”

 

Como convencer os fumantes de que o tabagismo coloca a morte nas trajetórias de vida, mais cedo ou mais tarde? Continuamos fumando como se isso não fosse verdade.



Escrito por Artemus às 11h49
[] [envie esta mensagem]




Sempre vale a pena! - II

Comentário deixado pelo Cláudio:

 

“Artemus, tenho um tio que parou de fumar com 75 anos. Hoje ele tem 81 e as tosses e a falta de ar quando caminhava, acabaram.”

 

O relato do Cláudio só comprova que qualquer hora é hora de parar. E que o momento ideal é ontem.

Afinal, muito poucos conseguem chegar aos 75 para, só então, tomar essa decisão.



Escrito por Artemus às 11h42
[] [envie esta mensagem]




Sempre vale a pena!

Amigos novos e de antes, obrigado pelos parabéns. Meu tempo anda curtíssimo, mas eu não poderia deixar de postar uma resposta. E ela vai dedicada especialmente a Ra & Lo, que me perguntaram se, depois dos cinqüenta anos, ainda compensa parar de fumar. É claro que compensa! Principalmente porque, a partir do momento em que você parou, as estatísticas começam a trabalhar a seu favor.

 

Aqui vão uns trechos que coletei na internet. Para quem não sabia, recomendo um aprofundamento urgente. Para quem já conhece, não custa nada lembrar.

 

Em tempo, Ra & Lo, parei de fumar aos 47 anos. Já estava sofrendo falta de ar para dormir. De lá para cá, sinto que meus pulmões renasceram. Nunca dormi tão bem.

Sim, sempre vale a pena.

 

Aí vão os textos:

 

Nunca é tarde demais para parar de fumar. A expressão pode parecer piegas ou muita antiga, mas é bastante real. Não importa há quanto tempo você fuma; o risco de desenvolver uma doença relacionada ao tabagismo diminui assim que você pára. Cada dia sem fumar é um investimento na sua saúde. Por isto abra os olhos para os males que o cigarro lhe causa e saiba que é possível deixar o vício.

 (Fonte: acessa.com)

 


As estatísticas revelam que os fumantes comparados aos não fumantes apresentam um risco:

• 10 vezes maior de adoecer de câncer de pulmão
• 5 vezes maior de sofrer infarto
• 5 vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar
• 2 vezes maior de sofrer derrame cerebral

Se parar de fumar agora

• Após 20 minutos sua pressão sangüínea e a pulsação voltam ao normal
• Após 2 horas não tem mais nicotina no seu sangue
• Após 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza
• Após 2 dias seu olfato já percebe melhor os cheiros e seu paladar já degusta a comida melhor
• Após 3 semanas a respiração fica mais fácil e a circulação melhora
• Após 5 a 10 anos o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou



Escrito por Artemus às 19h14

[] [envie esta mensagem]




500 dias...

 

Eu esperava ter um tempo para escrever um pouco sobre uma data tão significativa. Afinal, para um fumante, 500 dias parecem uma contagem interminável. Mas não foi possível, então fica aqui um pequeno registro.

 

Parei de fumar no dia 25 de janeiro de 2005. 2005! Até o ano já parece distante. E, de lá para cá, este blog tem sido testemunha do maior período de abstinência que já consegui atravessar. Mais do que isso, estou certo de que o Cigarro e Silêncio tem sido responsável por essa marca.

 

Sim, parece uma contagem interminável. Mas quem já parou sabe que o mérito maior não está em chegar até aqui. A grande vitória está lá, no começo de tudo. Nos primeiros 3 dias infernais; na primeira semana que nenhum ser humano merece; nos primeiros três meses de euforia e temores.

 

Depois disso, os dias passam sozinhos. Quase que esquecemos deles.  300, 400, 500 dias? Não faz muita diferença. Mas todos começaram pelo primeiro dia sem cigarro. Esse sim, é o fundamental.



Escrito por Artemus às 20h45
[] [envie esta mensagem]




Corrida de obstáculos

 

 

3 dias para 500 dias...

 

E já bem perto dos 10.000 cigarros não fumados!

 

Inventar recorde é comigo mesmo.



Escrito por Artemus às 15h36
[] [envie esta mensagem]




Hora de ser chato

 

E já que estamos vivendo a melhor fase dos blogs, vamos falar de perigos. É claro! No meio de tanta comemoração, alguém tem que bancar o chato de plantão. E começo com uma pergunta: para que servem os blogs antitabagistas?

 

Penso que esses espaços cumprem duas funções importantíssimas:

 

1. Funcionar como uma espécie de terapia de grupo

 

O apoio mútuo é um antídoto contra os momentos de hesitação. O poder dos blogs já está mais que provado nesse sentido.

 

2.  Lembrar-nos do quando foi difícil parar e do quanto é fácil voltar

 

O fumômetro é um “grilo falante”, uma supra consciência nos mostrando o quanto é difícil formar, a conta-gotas, nossa poupancinha de dias sem fumaça. E do risco enorme que corremos de ver tudo ir pelo ralo. Basta um descuido, um chope de fim de noite, um cigarrinho brincando entre os dedos...

 

No final das contas, participar dos blogs é importante para nos manter em estado de alerta. Caso contrário, podemos jogar tudo fora, de uma hora para outra. Quantos exemplos tivemos nesses últimos meses? Muitos. Quem não se lembra da linda - e interrompida - trajetória do Faísca e Fumaça (Leumas)?

 

Vou lançar uma pergunta indigesta: qual de nós corre mais perigo de voltar a fumar? E acreditem, faço isso porque já vi muitos filmes iguais, a começar pelos meus próprios.

E descobri que, no final das contas, corre risco quem não está sofrendo. Sim, é isso mesmo! É mais fácil voltar quando a confiança está lá em cima do que quando estamos machucados, em processo de parada, sofrendo para conquistar cada dia.

 

Atenção, pessoal, cuidado com a euforia. Daqui a alguns dias o subconsciente de cada um dos novos “parantes” vai apresentar algumas idéias muito interessantes, tipo: “Ora, se eu parei é porque tenho controle. Posso até fumar um cigarrinho numa mesa de bar.” Esse é o mais antigo dos truques. Esse é o principal caminho para uma recaída, o excesso de autoconfiança.  Viu, Viviane? Fique atenta, você ainda é um bebê recém-nascido, sem anticorpos!!

 

Um grande tenista disse certa vez que se um jogador consegue vencer jogando bem, é um bom jogador. Mas se consegue vencer jogando mal, é um campeão.

 

Com relação ao cigarro, a lógica é a mesma: O perigo de recair não existe quando estamos lutando para parar. Existe quando paramos e achamos que foi fácil demais.

 

Desculpem se fui duro, mas é preciso. Esta está sendo minha maior parada em 28 anos. E só consegui porque o blog não me deixou esquecer do quanto o cigarro é traiçoeiro...

Escrito por Artemus às 18h45
[] [envie esta mensagem]




SURGE O BCT!!!

Viram o selo ao lado? A partir de agora temos uma identidade: Blogueiros Contra o Tabagismo!

Não se limitem a ver, cliquem, acessem, copiem, instalem, multipliquem! Vamos dar o empurrão definitivo nos blog antitabagistas.

Parabéns, Tabac.



Escrito por Artemus às 17h45
[] [envie esta mensagem]




Festas por aí!

30 dias de Viviane...

2 meses de Freja...

105 dias de Edela...

 

A festa é delas, as grandes vitoriosas. E que lições não deixam para nós, homens, não é? Quem já leu um pouquinho a respeito sabe o quanto é especialmente difícil, para as mulheres, abandonar o cigarro.

 

Edela, quando vai nos dar um blog de presente?



Escrito por Artemus às 19h03
[] [envie esta mensagem]




De volta do rancho

 

 

Pessoal, o sumiço foi passageiro e necessário. Tirei uns dias para terminar a reforma do rancho, cansar bem o físico e descansar a cabeça. Mas estou de volta, embora atarefado até o pescoço.

 

Viviane está se aproximando do primeiro mês. Que data importante! Os primeiros 30 dias são tudo. São um marco fundamental que separa os dias de angústia daqueles que comporão o resto de nossas vidas. Assim esperamos, sempre.

 

Toda força a ela, em sua contagem regressiva.

 



Escrito por Artemus às 22h21
[] [envie esta mensagem]




Pequeno anivesário

1 ano e 3 meses...

 

- 456 dias...

- 9.110 cigarros não fumados.

 

Sobre os números:

 

Engraçado o efeito psicológico das estatísticas. 1 ano e 3 meses não me dizem muita coisa. Mas quando penso em 400 e tantos dias sem fumar, fico muito satisfeito. E já crio uma nova marca a alcançar: 500 dias é um número bonito, não é?

 



Escrito por Artemus às 11h17
[] [envie esta mensagem]




Não leiam este blog hoje!

Não leiam este blog hoje. Leiam o post “Como foi decidir”, postado em 22/04/06 no Blog da Viviane. Se alguém ainda precisa de motivo para parar...

Das loucuras que somos capazes de cometer, fumar é uma das maiores.



Escrito por Artemus às 05h49
[] [envie esta mensagem]


[ ver mensagens anteriores ]